Os Simpsons vão exibir episódio especial dos 100 dias de mandato de Trump

No próximo domingo (30) Os Simpsons terão um episódio especial em razão dos 100 dias de mandato de Donald Trump, completados no dia 29 de abril.

Na chamada da série Sean Spicer, Secretário de Imprensa e Diretor de Comunicações, aparece morto, como se estivesse se suicidado na sala de imprensa da Casa Branca.

Além disso, Ivanka, filha do presidente norte-americano, faz parte da Suprema Corte de Justiça.

O episódio de Os Simpsons também brinca com o fato de Trump gostar dos jornais da Fox, canal no qual a série é transmitida.

Confira o vídeo que satiriza os 100 dias de mandato do presidente americano:

EXAME

Há 16 anos os Simpsons previram Donald Trump como presidente dos EUA

Dezesseis anos antes de se tornar realidade, a eleição de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos foi prevista por Os Simpsons.

A previsão aconteceu no episódio “Bart to the Future”, em um futuro no qual Lisa, eleita presidente, reclama do “orçamento apertado” deixado por seu antecessor, o presidente Trump. Veja abaixo:

Em outubro, o jornal inglês The Guardian falou sobre o episódio com o criador da série, Matt Groening. “Nós previmos que ele seria presidente no ano 2000, mas é claro que ele era a piada tapa-buraco mais absurda que conseguíamos pensar na época, e isso ainda é verdade. Vai além da sátira”, afirmou.

Groening ainda chegou a afirmar que duvidava da eleição de Trump, mas, caso ela ocorresse, seria ótima para a comédia.

5 momentos em que Simpsons foi longe demais

Já é bastante comum as pessoas se referirem aos Simpsons como uma série “que costumava ser boa, mas já não é tanto assim”. Dado o tempo que esteve no ar, não dá nem para culpar os roteiristas do programa, que tem a constante tarefa de trazer novas e interessantes linhas de enredo para uma comédia que já deve ter esgotado todas suas histórias viáveis.

De vez em quando, a fim de aumentar a audiência, o programa joga toda sua integridade pela janela, em uma tentativa desesperada de chocar o público. Estes “momentos de loucura” tendem a se tornar maneiras preguiçosas para os roteiristas angariarem atenção, mas acabam rendendo – o que influência os responsáveis a irem cada vez além.

Alguns destes momentos você confere a seguir. Comente se ficou faltando algum!

 

A Morte de Maude Flanders (2000)

Maude-600x300

A morte prematura (e muito desnecessária) de Maude Flanders serviu como uma espécie de divisor de águas para Os Simpsons, uma vez que inaugurou uma nova era para o show, em que más decisões são tomadas para chamar a atenção e, por consequência, aumentar a audiência“Alone Again, Natura-Diddily”, exibido pela primeira vez em 2000, é um episódio marcante pela chocante morte da personagem, que era esposa de Ned e vizinha dos Simpsons.

Mike Scully, responsável pelo enredo na época, chegou a admitir, algum tempo depois, que a decisão de matar Maude foi tomada em uma tentativa de aumentar a audiência (além de aproveitar a saída da dubladora) – um dos primeiros sinais que a série em breve começaria a comprometer sua integridade. O problema foi a forma cínica e cruel que Maude deixou Springfield: como parte de uma piada. Isto para não mencionar o fato de que Ned começou a namorar no mesmo episódio. Suspiro.

Homer é estuprado por um panda (2000)

Panda-600x300

É irônico que um episódio dos Simpsons, que se tornou famoso por plagiar a si mesmo, recebeu o título de Homer vs Dignity. Conhecido pelas cenas recicladas (pelo menos quatro), a parte mais insana e ridiculamente maluca destes 22 minutos de televisão é a cena em que Homer Simpson, fantasiado como um panda, é arrastado até uma caverna por um panda verdadeiro e é agredido sexualmente por ele. Sério mesmo. É uma vergonha pensar que os roteiristas se esforçaram tanto para bolar uma cena em que a) Homer se veste de panda e b) é estuprado por outro.

Vovô Simpson pensa em suicídio (2006)

Suicidio-600x300

Os Simpsons tem mergulhado alguns de seus personagens mais icônicos em episódios sombrios, mas será que um episódio em que o Vovô Simpson cogita a ideia de suicídio foi realmente necessário? “Não”, todos nós dizemos. “De jeito nenhum!”. Por isso, “Million Dollar Abie”, de 2006, no qual Abe Simpson, velho e sozinho, quase cometeu suicídio, se tornou um dos momentos mais sem noção de toda a série.

O episódio não foi tão bom, e a premissa principal deixou um gosto amargo na boca dos espectadores. Não que a série não consiga lidar com grandes temas de vez em quando, mas algo assim não soou verdadeiro, e apenas comprometeu um personagem icônico sem motivo algum. O ponto positivo foi o trocadilho com o nome diePOD.

Lisa fica viciada por fumaça de cigarro (2008)

Lisa

Você percebe que as coisas não estão indo bem no departamento criativo quando uma popular série de TV cria um enredo em que uma personagem melhora suas habilidades de dança quando inala fumaça de cigarro como fumante passiva. Sério, é exatamente isto que acontece no episódio de 2008 “Smoke on the Daughter”. Como diabos um roteiro destes foi aprovado e se tornou um episódio de verdade?

Além de não fazer sentido, a ideia de ingerir fumaça dos outros nem mesmo é engraçada; é quase como se os roteiristas tivessem jogado as palavras Lisa, Balé e fumaça de cigarro em um gerador aleatório de tramas.

O crossover com Futurama (2014)

Futurama-600x300

Os Simpsons tem abraçado seu quinhão de tramas bizarras, mas consegue se superar em alguns momentos. Um exemplo recente é o episódio crossover com Futurama, que aparentemente aceita o fato de que ambas as séries são definidas num mesmo mundo. Sério mesmo? Apesar de terem sido criados pelo mesmo cara, estes universos são, obviamente, muito diferentes. E então, do nada, somos forçados a aceitar a ideia de que os personagens coexistem? Como assim? Este é o melhor exemplo do show levar as coisas longe demais para chamar atenção – ainda que tenha funcionado. Pelo menos o episódio foi excelente.

Lista adaptada do What Culture

Qual a história dos Simpsons?

Era a noite de 17 dezembro de 1989. Na TV americana, a recém-criada rede Fox estreava seu primeiro desenho animado em horário nobre. Parecia um desenho comum: uma família engraçadinha – mãe, pai e três filhos – se metia em encrencas nos preparativos para a noite de Natal. Até o nome da série soava como repetição de Os Flintstones ou de Os Jetsons… Mas o cheiro de passado sumiu logo nos primeiros minutos. Estava na cara amarela, nos olhos esbugalhados e nas mãos de quatro dedos que aquele desenho era diferente: quando Marge promete levar os pedidos de presente dos filhos ao Papai Noel, Bart diz que “só tem um gordo que nos traz presentes, e o nome dele não é Noel”. Homer, o gordo em questão, rouba a árvore de Natal da família do meio de uma floresta. Para descolar uns trocos, o paizão imita o bom velhinho num shopping e deixa o filho emocionado: “Você deve mesmo nos amar para descer tão baixo!” O humor politicamente incorreto segue por meia hora, mas nem tudo é riso: há suspense, emoção e até um final feliz (é Natal, né, gente?) – mas sem lição de moral. Não era um desenho comum. Era a estréia de Os Simpsons, o desenho mais importante de todos os tempos.

Quinze anos e mais de 300 episódios depois, a série animada mais duradoura da história já faturou 18 prêmios Emmy, o mais concorrido da televisão americana, e foi aclamado como o melhor programa de TV no século 20, segundo a revista americana Time, em 1999. Transmitido em mais de 70 países, o desenho é só o produto mais visível de um arsenal multimídia de livros, DVDs, CDs e games que sustentam a simpsonmania no mundo (no quadro Mergulhe Nessa, a gente indica tudo que um fã dos Simpsons não pode deixar de ter). Só falta o tão esperado longa-metragem, um sonho antigo dos produtores e do público que ainda não tem data para começar a ser produzido.

Rabisco tosco

O mais incrível é que esse império animado nasceu com um pedaço de papel rabiscado em apenas 15 minutos. Em 1985, o produtor de TV James L. Brooks pediu ao cartunista Matt Groening que criasse uma família maluca e engraçada para a TV. Na sala de espera, enquanto aguardava pela conversa, Groening rascunhou Homer, Marge, Bart, Lisa e Maggie e mostrou o desenho a Brooks. Ele curtiu: dois anos depois, em 1987, os Simpsons estreavam em vinhetas de três minutos num programa humorístico da Fox, o Tracey Ullman Show. No começo, o traço era tosco e tinha acabamento precário. Mas quando Homer e companhia ganharam sua própria série, em 1989, os personagens já tinham visual mais refinado e personalidades mais definidas. A série foi se sofisticando: hoje, para animar um único episódio de Os Simpsons, é preciso produzir 24 mil desenhos e gastar até oito meses de trabalho, a um custo de 1 milhão de dólares.

Muito tudo

É muita grana, mas essa não é a razão principal dos 15 anos de sucesso. A simpsonmania nasceu, cresceu e se multiplicou graças a outros ingredientes poderosos:

Tramas criativas, muito criativas

Os enredos mais inspirados encadeiam várias histórias e conseguem fazer a gente rir, chorar e chorar de rir num único episódio.

Personagens legais, muito legais

Homer, Marge, Bart, Maggie e Lisa são complexos, carismáticos, divertidos – quase humanos. Sem contar a profusão de coadjuvantes e participações especiais que sempre arrancam uma risada ou uma reflexão a mais.

Ousadia, muita ousadia

O humor corrosivo da série não perdoa ninguém. Sobra para as celebridades, os políticos, a própria rede Fox, o capitalismo e até para Deus!

Nas próximas páginas, recordamos os grandes momentos do desenho e esmiuçamos os segredos da família mais amada do planeta. Uma família amorosa como muitas, problemática como várias, engraçada como poucas e revolucionária como nenhuma outra.

Primórdios

Rabiscados pelo próprio cartunista Matt Groening, os Simpsons tinham um traço mais rústico nas seqüências de desenhos curtos que foram ao ar entre 1987 e 1989

Mergulhe nessaItens básicos de um simpsonmaníacoTV POR ASSINATURA

A Fox exibe os melhores momentos da série em diversos horários. Os episódios inéditos da 15ª temporada rolam aos domingos, 20h30

TV ABERTA

A Globo passa a 14ª temporada aos sábados, 11h30

DVD

No Brasil, a Fox lançou caixas com as quatro primeiras temporadas e especiais temáticos como Rock e Natal. A quinta temporada chega entre março e maio de 2005

LIVRO

O melhor é a versão atualizada do guia completo de episódios, lançado só nos Estados Unidos e disponível em livrarias virtuais:

The Simpsons — A Complete Guide To Our Favorite Family, de Matt Groening e Ray Richmond, Harper Perennial, 2003

SITES

Três bons sites em português…

www.thesimpsons.com.br (Portal Simpsons)

www.the-simpsons.hpg.ig.com.br (Lapidários)

www.5simpsons.hpg.ig.com.br (5 Simpsons)

… o site oficial (em inglês):

www.thesimpsons.com

…. e o melhor site sobre a série (em inglês):

www.snpp.com (The Simpsons Archive)

QUADRINHOS

Os Simpsons, Editora Abril

MARGE

IDADE: 34 anos

CABELO: Azul nº 56

REVISTA PREFERIDA: Sponge and Vaccum (“Esponja e Aspirador”)

FICHA MÉDICA: perda de cabelo por estresse

FUNDO DO POÇO: já foi viciada em jogos de azar

TOPO DO MUNDO: faz deliciosos petiscos de marshmallow e dorme sem roupa de vez em quando

HOMER

IDADE: 36 anos

PESO: entre 108 e 136 kg

BEBIDA PREFERIDA: cerveja Duff

FICHA MÉDICA: tripla ponte de safena, remoção de rim

FUNDO DO POÇO: encheu a cara e casou-se com uma vagabunda em Las Vegas

TOPO DO MUNDO: numa reunião do colegial, faturou vários troféus da turma, incluindo as categorias “maior ganho de peso”, “maior perda de cabelo”, “maior incremento de odor”

MAGGIE

IDADE: 1 ano

GUARDA-ROUPA: camisolinha azul

BRINQUEDO PREFERIDO: chupeta

FICHA MÉDICA: problemas de equilíbrio e dificuldades de fala

FUNDO DO POÇO: de vez em quando, bebe água do prato do cachorro

TOPO DO MUNDO: salvou Homer de um afogamento e atirou “por acidente” no sr. Burns quando ele tentou roubar seu pirulito

LISA

IDADE: 8 anos

MAQUIAGEM: nenhuma

BONECA PREFERIDA: Malibu Stacey

FICHA MÉDICA: carrega o fardo psicológico de ser o pilar moral da família

FUNDO DO POÇO: apaixonou-se por Nelson Muntz, o valentão da escola

TOPO DO MUNDO: em um episódio no futuro, aparece como presidente dos Estados Unidos

BART

IDADE: 10 anos

PENTEADO: 9 fios de cabelo espetados (pode contar!)

APRESENTADOR PREFERIDO: Krusty, o palhaço

FICHA MÉDICA: hematomas e ossos quebrados em manobras de skate; contraiu uma doença contagiosa e viveu brevemente numa bolha

FUNDO DO POÇO: vendeu a alma por 5 dólares

TOPO DO MUNDO: salvou o programa de Krusty, pôs Krusty na cadeia, tirou Krusty da cadeia, liderou uma rebelião no acampamento Krusty

10 vezes risoUm super-ranking com os episódios mais memoráveis das 15 temporadasNossa missão: escolher o melhor de Os Simpsons entre os 335 desenhos já exibidos – e mais dois especiais que a Fox não inclui na conta oficial. Jogo duro. “Existem pelo menos 50 episódios muuuuuuito bons”, afirma o simpsonmaníaco Edgar Lopes, que comanda o site Portal Simpsons. Para resolver a parada, convocamos o Edgar e outros fãs de carteirinha para montar um Top 10 da série. Na nossa lista, sete episódios foram exibidos nos Estados Unidos até 1997 – de fato, as oito primeiras temporadas são consideradas os “anos dourados” da família amarela, concentrando os melhores roteiros e as idéias mais originais. Confira ao lado dez capítulos recheados de gargalhadas – e veja no site de Mundo Estranho outros três em que só dá para esboçar um riso amarelo. Ninguém é perfeito…

10. O FEITIÇO DE LISA (13ª temporada)

O EPISÓDIO: É a polêmica viagem dos Simpsons ao Brasil. No desenho, a cidade maravilhosa aparece infestada de ratos e macacos, os Simpsons são roubados e Homer é seqüestrado num táxi clandestino

POR QUE É GENIAL: Pelas provocações que enfureceram as autoridades brasileiras — o secretário de turismo do Rio de Janeiro cogitou processar a Fox, mas mudou de idéia depois que a produção do programa pediu desculpas pelo episódio

MOMENTO INESQUECÍVEL: Um retrato da função “educativa” da TV brasileira. Uma apresentadora infantil se esfrega nas letras do alfabeto e gira dois cordões presos nos seios para demonstrar os sentidos horário e anti-horário

9. A CASA DA ÁRVORE DOS HORRORES 9 (10ª temporada)

O EPISÓDIO: Como de costume, o especial anual de halloween dos Simpsons conta três histórias piradas e sem continuidade com o resto da série. Na mais maluca, uma bomba: Maggie é filha de Kang, um alienígena babão que a quer de volta!

POR QUE É GENIAL: Pelo enredo surreal. Dá para imaginar Marge traindo Homer? Ou Maggie com tentáculos e um dentinho pontudo? Fala sério! Sem contar que, no final, a família e o alien armam um barraco pela guarda do bebê no programa de Jerry Springer, uma espécie de Ratinho americano

MOMENTO INESQUECÍVEL: Homer reclamando com Marge: “Sua vagabunda intergalática! Ele foi melhor do que eu?”

8. FIM DE SEMANA COM BURNS (13ª temporada)

O EPISÓDIO: Atormentado por um problema nos olhos, Homer embarca num tratamento alternativo e começa a fumar maconha para amenizar a dor

POR QUE É GENIAL: Pela coragem de tratar com humor um tema tão delicado. Além de viagens psicodélicas ao som de clássicos do rock como “Smoke On the Water”, do Deep Purple, a erva faz maravilhas por sua carreira: chapado, o gorducho ri de todas as piadas sem graça do sr. Burns e é promovido a vice-presidente da usina

MOMENTO INESQUECÍVEL: Homer esquece o sr. Burns dentro de uma banheira com água e o magnata se afoga: “Meu Deus, matamos o sr. Burns! O sr. Burns vai ficar furioso!”

7. HOMER E APU (5ª temporada)

O EPISÓDIO: Quando o indiano Apu perde seu emprego no Mercado Rápido, Homer decide ajudá-lo: os dois embarcam para a Índia atrás do presidente da loja

POR QUE É GENIAL: A busca épica pelo tal presidente — um guru que se entope de refri e vive recluso no alto das montanhas asiáticas — tem diálogos inacreditáveis

MOMENTO INESQUECÍVEL: No cara-a-cara com o presidente, Homer estraga tudo: “Aproximem-se, meus filhos”, diz o guru. “Vocês podem fazer três perguntas”. “Você é realmente o dono dos Mercados Rápidos?”, indaga o gorducho. “Sim.” “É mesmo?” “Sim.” “Você?” “Sim. Espero que isso os tenha iluminado”, conclui o todo-poderoso, acabando com as chances de Apu ser recontratado

6. MOE FLAMEJANTE (3ª temporada)

O EPISÓDIO: Falido, o taberneiro Moe não tem grana para comprar cerveja para o seu bar. Sedento por álcool, Homer mistura várias bebidas com um ingrediente secreto e cria um drinque explosivo: o Homer flamejante. Moe rouba a receita e transforma seu bar na balada mais bombada de Springfield

POR QUE É GENIAL: Pela trilha sonora matadora. O ponto alto é o show do Aerosmith, a primeira banda de rock a aparecer no desenho. Eles só concordaram em dar uma canja depois de lerem o roteiro e saberem que iriam tocar no bar do Moe

MOMENTO INESQUECÍVEL: Moe justifica o troféu de personagem mais egoísta da série: “Homer pode ter bolado a receita da bebida, mas fui eu que tive a idéia de cobrar 6,95 por ela”

5. E COM MAGGIE JÁ SÃO TRÊS (6ª temporada)

O EPISÓDIO: Lisa percebe que a família não tem fotos de Maggie. É o gancho para um flashback sobre o nascimento do bebê: na época, Homer se demite da usina, mas precisa do emprego de volta para sustentar a terceira filha. Como punição, ele recebe uma placa “desmotivacional” em sua sala: Don’t forget: you are here forever (“Não se esqueça: você está aqui para sempre”)

POR QUE É GENIAL: Pelo final criativo e sensível, com Homer em seu lado paizão

MOMENTO INESQUECÍVEL: Homer explica que as fotos de Maggie estão no lugar em que ele mais precisa: na usina, onde as imagens da bebê cobrem algumas letras da placa, deixando só a mensagem do it for her (“faça isso por ela”)

4. O CASAMENTO DE LISA (6ª temporada)

O EPISÓDIO: Lisa visita uma vidente e fica sabendo como será seu futuro. O desenho mostra os Simpsons no ano 2010

POR QUE É GENIAL: Porque a família enfim envelheceu. Bart tem 25 anos e já se divorciou duas vezes. Maggie vira uma teen que não sai do telefone e Homer ainda trabalha na usina, chefiado pelo ex-pirralho nerd Milhouse. Lisa, a estrela do episódio, vai se casar com o bonitão inglês Hugh Parkfield, mas desiste quando ele ofende sua família

MOMENTO INESQUECÍVEL: A pista sutil sobre a primeira vez de Lisa numa conversa franca com Marge: “Mãe, eu me sinto estranha usando branco. Você sabe… o Milhouse”, diz a noiva. “Ah, o Milhouse não conta”, despista Marge, e as duas dão uma risadinha

3. ARQUIVOS S (8ª temporada)

O EPISÓDIO: Homer faz contato com uma criatura careca, fluorescente e de olhos esbugalhados. Seria um ET? Nada disso: o cabeçudo era o sr. Burns, que havia ficado fluorescente por causa de um tratamento para enganar a morte por mais uma semana

POR QUE É GENIAL: Pelas sátiras a filmes de aliens, como Arquivo X. Os agentes Mulder e Scully chegam a Springfield para resolver o mistério, mas Homer e Bart põem os dois no chinelo e matam a charada

MOMENTO INESQUECÍVEL: Homer sendo interrogado pelo FBI. Ele é conectado a um detector de mentiras enquanto Scully explica o teste: “Vamos fazer perguntas e você responde ‘sim’ ou ‘não’. Você entendeu?”, indaga a agente.”Sim!”, ele responde, e o detector de mentiras explode!

2. BART, O DESTEMIDO (2ª temporada)

O EPISÓDIO: Incentivado por um dublê, Bart resolve saltar de skate sobre a garganta de Springfield. Homer toma o brinquedo do filho, mas perde o controle do skate e escorrega em direção ao abismo

POR QUE É GENIAL: Tem a mistura de ação, emoção e humor que consagrou a série. E é o episódio preferido do criador Matt Groening

MOMENTO INESQUECÍVEL: Homer voa sobre a garganta de Springfield gritando “Eu sou o rei do mundo!”, mas perde altura e cai, batendo a cabeça na encosta até chegar ao chão. Resgatado por um helicóptero (de novo, batendo a cabeça no penhasco), ele é posto numa ambulância, mas o carro arregaça uma árvore e o pobre Homer volta a cair no abismo — pela terceira vez, batendo a cabeça nas pedras…

1. HOMER ASTRONAUTA (5ª temporada)

O EPISÓDIO: A Nasa recruta os manguaceiros Homer e Barney para lutar pelo posto de astronauta. Barney vence, mas é eliminado por ficar bêbado com champanhe não alcoólico. A vaga cai no colo de Homer e ele vai para o espaço

POR QUE É GENIAL: Porque mostra o gorducho no esplendor de sua estupidez. Bart escreve na nuca do pai “insira um cérebro aqui” e ele fica girando loucamente para ver a mensagem. No espaço, uma das seqüências mais clássicas da série: Homer devora um saco de batatas fritas ao som de “Danúbio Azul”, numa paródia a 2001 — Uma Odisséia no Espaço, colocando em risco toda a missão

MOMENTO INESQUECÍVEL: Homer admirando maravilhado as belezas do cosmo: “É a vista mais impressionante que eu já vi. Fonte da vida, mãe de todos nós… Ei, rapazes, vejam o que eu trouxe escondido!”, diz ele, prestes a abrir o saco de batatas fritas

MAIS NO SITE

Elegemos os três piores episódios de Os Simpsons. Entre em www.mundoestranho.com.br e confira!

De olho em SpringfieldDescobrimos dez segredos da cidade mais pirada da TVMatt Groening, o cartunista criador da série, escreveu na introdução do Complete Guide, o Guia Completo de Episódios: “Os Simpsons é um desenho que recompensa a quem presta atenção”. Ele está coberto de razão: em cada capítulo, dá para esmiuçar dezenas de piadas escondidas, referências a filmes e personagens históricos, mensagens cifradas e maluquices que só dá para perceber congelando a imagem e avançando a seqüência bem devagar. Nestas páginas, a gente reúne o supra-sumo das “curiosidades simpsônicas”, com dez segredos escondidos na série e outros cinco enigmas sobre a produção do desenho. E olha que essa superlista é só uma amostra das minúcias do desenho. Se Deus está no detalhes – como diz a repetida máxima do arquiteto alemão Ludwig Mies van der Rohe -, Os Simpsons é a série de TV mais próxima da criação divina.

1. Afinal, onde fica Springfield?

Nos Estados Unidos, dãããããã… Mas, sério, é só isso que dá para dizer com certeza. Em qual estado fica o lar dos Simpsons, ninguém sabe. E essa confusão é proposital: o cartunista Matt Groening batizou a cidade de Springfield porque esse é um dos nomes mais comuns de cidades nos Estados Unidos — ao todo, há 121 Springfield no país. No começo do ano, a revista inglesa Maxim entrevistou Marge e bem que tentou arrancar o segredo, mas não conseguiu. “Eu sei o estado onde vivemos. Mas essa eu guardo para a entrevista do 60 Minutes”, despistou ela, referindo-se a um popular programa jornalístico americano.

2. Quanto custa Maggie na abertura do programa?

Você se lembra? Na abertura de cada episódio, Maggie some no supermercado e só reaparece no caixa, dentro de um saco de compras. Nessa hora, a registradora marca 847,63 dólares — só dá para perceber se você passar a introdução bem devagar, avançando quadro a quadro.

3. Quantos empregos Homer já teve?

Segundo o site Portal Simpsons, o gorducho já tentou a sorte em 46 profissões. A oficial é inspetor de segurança da usina nuclear de Springfield, mas Homer já foi alpinista, escritor de biscoito da sorte, mordomo, vendedor de tônico do amor, contrabandista de banha… Para nós, o emprego mais engraçado é o de boxeador: nesse episódio, Homer desafia Drederick Tatum, o campeão mundial dos pesos pesados, entrando no ringue ao som de “Why Can’t We Be Friends?” (“Por que Não Podemos Ser Amigos?”), do grupo War. O brutamontes não se sensibiliza e começa a surra, mas o taberneiro Moe salva o amigo rechonchudo do massacre total.

4. Os Simpsons têm nome do meio?

Três deles têm. Bart se chama Bart Jo-Jo Simpson e Lisa é Lisa Marie Simpson — provavelmente, uma homenagem dos criadores à filha de Elvis Presley, que também se chama Lisa Marie. O grande mistério, porém, era saber o significado do “J” em Homer J. Simpson. O enigma foi desfeito na sétima temporada, quando Homer reencontrou sua mãe. Em um mural que ela pintou, Homer descobre que o “J” é uma abreviação de “Jay” — “jota”, em inglês!

5. Quem é Patty e quem é Selma?

Que as barangas irmãs de Marge são gêmeas e adoram assistir MacGyver você já sabe, né? A diferença é que Patty usa um colar com pedras redondas, não reparte o cabelo e tem brincos em forma de triângulo. Já Selma divide a juba no meio, tem um colar com contas ovais e usa brincos redondos ou em forma de “S”, dependendo do episódio. Selma se casou três vezes, mas Patty permanece solteirona — aliás, dizem que na 16ª temporada ela vai assumir que é homossexual.

6. Qual a idade do sr. Burns?

Nas temporadas antigas, ele tinha 81 anos. Nas mais recentes, ele tem 104 — a gente fica com essa segunda resposta, que é mais atualizada. No episódio “Bilionário por Um Dia”, na 11ª temporada, o homem mais velho de Springfield passa por um check up que revela que ele tem todas as doenças conhecidas pela medicina, incluindo pneumonia, diabete juvenil e gravidez histérica. Só que, como uma anula a outra, ele continua firme e forte — tá bom, nem tão firme nem tão forte, mas pelo menos segue de pé até hoje.

7. Smithers é gay?

Ah, a gente aposta que é. Não há nenhuma referência explícita no desenho, mas o site The Simpsons Archive catalogou 39 trechos em que o secretário particular do sr. Burns entrega a rapadura. Um deles é bem revelador: no desenho “O Ursinho”, da quinta temporada, Smithers imagina o aniversário perfeito, com o sr. Burns saindo pelado de um bolo e cantando “feliz aniversário, sr. Smithers”, com voz sensual. É uma divertida paródia gay de um episódio real: em 1962, a diva Marilyn Monroe cantou para o então presidente Kennedy durante seu aniversário. Só não saiu sem roupa do bolo…

8. Quantas vezes Homer fala “dã!” em toda a série?

Segundo o fã Scott Vivian (scott@snpp.com), simpsonmaníaco o suficiente para contar esse tipo de coisa, até a 15ª temporada o gorducho já soltou 377 vezes essa exclamação. O clássico “dã!” (ou “d’oh!”, no original em inglês), disparado toda vez que algo dá errado, virou mania mundial e ganhou até um verbete de verdade no Dicionário Oxford, um dos mais conceituados da língua inglesa.

9. Quantos personagens já morreram?

Contando participações especiais e animais de estimação, nada menos que 31 personagens já voaram para o céu dos desenhos. A morte mais espetacular foi a de Maude Flanders, esposa do carola Ned, vizinho dos Simpsons, que despencou da arquibancada de um estádio na 11ª temporada. Os produtores decidiram acabar com Maude porque a atriz Maggie Roswell, que fazia a voz da personagem, queria mais dinheiro para continuar a dublagem. Maggie foi para o olho do rua e Maude sumiu das telas.

10. Quais as principais referências ao Brasil?

A maioria aparece quando os Simpsons viajam para cá (veja detalhes sobre esse episódio na página 32). A viagem, você sabe, deu a maior confusão, mas depois os produtores da série continuaram zoando o Brasil. Na 14ª temporada, o palhaço Krusty afirma que o sr. Teeny, seu macaco assistente de palco, tem um tio brasileiro “que foi chefe do escritório de turismo”! E na 15ª temporada Homer que diz gostaria de passar férias de novo por aqui, mas ouviu dizer “que o problema dos macacos piorou”. Tem que levar na esportiva…

Por trás das câmerasCinco segredos dos bastidores da produção1. Por que os personagens são amarelos?

O mistério foi explicado por um ex-diretor de Os Simpsons, David Silverman, durante uma entrevista em 1998. Ele revelou que Gyorgi Peluci, o colorizador da série, deixou os Simpsons amarelos porque Bart, Lisa e Maggie não tinham uma linha que separasse o cabelo da testa. Se a cor da pele fosse mais realista, ia ficar parecendo que a testa deles tinha sido serrada. Faz sentido.

2. Por que a voz de Homer mudou?

Porque Waldyr Santana, o dublador original do gorducho no Brasil, brigou com a empresa responsável pela versão brasileira, a VTI, e deixou a série na sétima temporada. Mas na 15ª temporada Os Simpsons passou a ser dublado pela Herbert Richers e Waldyr voltou a encarnar o patriarca da família.

3. De onde vieram os nomes para a familia Simpson?

De parentes do cartunista Matt Groening. Marge é o nome de sua mãe, Homer é o nome de seu pai e de seu filho, Lisa e Maggie são suas sobrinhas. Só não há nenhum Bart na família de verdade, embora Groening diga que o garoto tem muitas características do irmão Mark e dele próprio.

4. Por que vários personagens são canhotos?

Nunca tinha reparado? Pois é: vários deles escrevem com a mão esquerda por obra e arte do criador Matt Groening — ele também é canhoto. Mas a continuidade não é perfeita e alguns personagens passaram a usar também a mão direita nas temporadas mais recentes. É o caso de Homer, Marge, Lisa e Bart.

5. A série vai acabar?

Pelo menos até 2006, não. O contrato dos produtores com a Fox garante mais uma temporada completa de desenhos. Em outubro, Matt Groening afirmou à imprensa britânica que Os Simpsons só vai durar até 2009. Mas, como em 2002 ele já havia ameaçado encerrar a série, ninguém garante que desta vez a ameaça é para valer.

Veja as celebridades que já apareceram nos desenhos dos Simpsons

Pelas contas da Fox, a rede de TV responsável pela série, 137 astros já apareceram ao lado dos Simpsons desde abril de 1987, quando eles estrearam na telinha em pequenas vinhetas na programação. Nas 14 temporadas da série propriamente dita – iniciada em 1989/1990 – já apareceram ídolos do esporte, estrelas de Hollywood, bandas famosas e até políticos. Quase sempre esses convidados topam emprestar sua voz para dublar seus personagens na série, mas a relação com as celebridades nem sempre é amistosa. Foi o que aconteceu em um polêmico episódio, exibido nos Estados Unidos em janeiro de 1996, em que o ex-presidente dos Estados Unidos, George Bush, e sua mulher, Barbara, se mudam para Springfield em busca de paz. Os novos vizinhos, claro, são os Simpsons, que enlouquecem a vida de Bush.

Enfurecido com Bart, que tritura os originais do seu livro de memórias, o ex-presidente enche o garoto de palmadas, colocando as duas famílias em pé de guerra. A “homenagem” a Bush teria sido incentivada pelos produtores após ele ter dito, em 1990, que gostaria que as famílias americanas fossem mais parecidas com os Waltons – uma comportada trupe que fez sucesso na TV na década de 70 – que com os Simpsons. Para a nova temporada, que estréia este mês nos Estados Unidos, a lista de convidados inclui a escritora J.K. Rowling, criadora de Harry Potter, e o primeiro-ministro britânico Tony Blair. Os brasileiros vão ter que esperar até o ano que vem para conferir essas novidades por aqui.

 

Astros animadosVeja quem foram os convidados mais importantes de cada temporada da série*

Temporada 1 (89/90)

Convidado: nenhum

A temporada de estréia foi também a mais curta: apenas 13 episódios foram produzidos, enquanto as outras tiveram no mínimo 20. Nenhum astro apareceu, mas algumas celebridades emprestaram suas vozes aos personagens. Kelsey Grammer, astro da série de TV Frasier, dublou Sideshow Bob, o homicida assistente de palco do palhaço Krusty

Temporada 2 (90/91)

Convidado: Ringo Starr

Ringo_Starr

No episódio em que o ex-Beatle participa, Homer descobre antigos retratos de Ringo feitos por sua mulher, Marge. Quando vê os quadros, Lisa insiste para que ela continue seus estudos em uma escola de arte. O talento da mãe é confirmado quando Ringo liga para agradecer pelas pinturas que ela havia feito dele, três décadas antes

Temporada 3 (91/92)

Convidado: Sting

Sting

O cantor aparece no meio de uma confusão: com um microfone especial, Bart simula que um garoto está preso em um buraco. No esforço de resgate, o palhaço Krusty reúne astros como Sting para gravar uma música de solidariedade. Mas a farsa é descoberta e o próprio Bart cai no buraco. Só duas pessoas tentam tirá-lo de lá: Homer e o engajado Sting

Temporada 4 (92/93)

Convidado: Elizabeth Taylor

elizabeth-taylor-the-simpsons

Quando o show de Krusty na TV é cancelado por causa da baixa audiência, Lisa e Bart tentam ajudá-lo com um especial com celebridades. Elizabeth Taylor, encontrada polindo suas estatuetas do Oscar, nega ajuda. Por sorte, astros como os Red Hot Chilli Peppers concordam em participar do show, salvando o programa

Temporada 5 (93/94)

Convidado: Ramones

ramones-simpsons

A banda de punk rock protagonizou uma das mais divertidas aparições. Em seu aniversário, o chefe de Homer, sr. Burns, faz de tudo para ter de volta um ursinho que ele havia perdido na infância. Tentando reanimá-lo, os Ramones cantam “Parabéns para Você” para o velho ranzinza, que se irrita e ordena ao seu assessor: “Smithers, mate os Rolling Stones!”

Temporada 6 (94/95)

Convidado: Larry King

Larry_King_Simpson.0

Esse famoso apresentador de talk shows na TV americana aparece mediando um debate entre Sideshow Bob, um dos vilões oficiais da série, e o prefeito Quimby, candidato à reeleição. No final da disputa, Bob vence por 100% a 1%, mas uma investigação de Lisa e Bart acaba colocando o malfeitor atrás das grades por causa da óbvia fraude no resultado da votação

Temporada 7 (95/96)

Convidado: Paul e Linda Mccartney

paul-maccartney-lisa

Ao se encantar com uma ovelha em um zoológico, Lisa vira vegetariana e inicia uma campanha contra a carne. Enfurecida, a menina destrói a churrasqueira do pai. Mais tarde, ela encontra o casal Paul e Linda McCartney. Vegetarianos na vida real, eles convencem Lisa a tolerar os hábitos dos “carnívoros”

Temporada 8 (96/97)

Convidado: Agentes Mulder e Scully

Mulder_e_Scully

Depois de encher a cara no bar do Moe, Homer faz contato com um suposto alienígena. O caso vai parar no FBI, que envia os agentes Mulder e Scully, do seriado Arquivo X, para esclarecer o mistério. Como eles não descobrem nada, Bart e Homer revelam que o ET, na verdade, era o sr. Burns, que havia ficado fluorescente em um tratamento médico para prolongar a vida

Temporada 9 (97/98)

Convidado: U2

u2-simpsons

Homer arma uma tremenda confusão em Springfield ao concorrer ao cargo de diretor do departamento sanitário, responsável pela coleta de lixo na cidade. Para angariar votos, ele invade o palco durante um show da banda U2, que apoiava o outro candidato. Homer ganha a eleição, mas sua gestão é um desastre: por causa do acúmulo de lixo, a cidade é obrigada a mudar de lugar

Temporada 10 (98/99)

Convidado: Kim Basinger e Alec Baldwin

alec-baldwin-os-simpsons

Homer vira assistente da dupla de astros hollywoodianos, mas logo é demitido por espalhar que eles estão na cidade. Para se vingar, o gorducho revela tudo o que sabe sobre os dois e se envolve em uma perseguição de carro com o casal. O caso vai aos tribunais, onde uma ordem judicial impede Homer de chegar a menos de 800 quilômetros de qualquer celebridade

Temporada 11 (99/00)

Convidado: Britney Spears

simpsons-18-britney-spears

A musa teen faz apenas uma “ponta” em um dos episódios, entregando ao sr. Burns o título de cidadão mais velho de Springfield. Chateado, ele resolve fazer um check-up completo e deixa os Simpsons cuidando de sua mansão. Enquanto a família barbariza o lugar, Homer pega o iate do patrão para dar uma festa em águas internacionais, mas vira refém de piratas

Temporada 12 (00/01)

Convidado: Andre Agassi, Pete Sampras, Venus e Serena Willims

Andre-Agassi

No torneio de tênis da cidade, Homer faz dupla com Lisa, mas fica amigo da campeã Venus Williams e rompe a parceria. Marge também troca Bart pela irmã de Vênus, Serena. No fim, os dois Simpsons “afundam” as duplas e são substituídos por Andre Agassi e Pete Sampras

Temporada 13 (01/02)

Convidado: R.E.M

rem

Moe transforma sua taverna em uma danceteria badalada e expulsa Homer do lugar. Rejeitado, ele decide abrir um bar clandestino em sua garagem e arranja um show com os roqueiros do R.E.M., com o pretexto de que a apresentação era para “salvar a floresta tropical”. No dia de Ação de Graças, Homer e Moe fazem as pazes e ceiam com a banda

Temporada 14 (02/03)

Convidado: Elvis Costello, Tom Petty, Keith Richards, Mick Jagger, Lenny Kravitz e Brian Setzer

Keith_Richards

Esse time de astros pop ensina Homer a ser um astro do rock. No fim do curso, Mick Jagger convida-o para um show, mas o gorducho apresenta a banda com uma performance hilária, enlouquecendo os músicos e causando uma baita briga

* Obs: Os anos em destaque correspondem às datas de exibição nos Estados Unidos. No Brasil, a Fox exibe atualmente episódios da 14ª temporada, e a TV Globo, da 13ª