Homer Simpson chama muçulmanos de terroristas e gera polêmica

da Ansa, em Londres

0719176 A popular série de desenhos animados “Os Simpsons” gerou polêmica no Reino Unido depois que Homer acusou seus vizinhos muçulmanos de serem terroristas.

Na nova temporada da série, o pai da popular família norte-americana convence seus amigos de que seus vizinhos vindos do Oriente Médio planejam explodir um centro comercial de Springfield.

Homer descobre mais tarde que Amid, o chefe da família muçulmana em questão, trabalha para uma companhia de demolição.

Quando Homer convida a família vizinha para um jantar, demonstra sua ignorância em relação ao Islã, chamando Alá de “Oliver” e Alcorão de “A Coroa”.

Um porta-voz do Centro Cultural Islâmico e da Mesquita Central de Londres acusou o programa de incentivar o preconceito contra o islã e recomendou que os muçulmanos não assistissem à série.

Já o criador de “Os Simpsons”, Matt Groening, defendeu o novo episódio ao dizer que os desenhos “trabalham com estereótipos” e “nós tratamos de ser sensíveis a respeito”.

Apple

No mesmo episódio, a marca de eletrônicos Apple também foi a vítima do humor ácido de “Os Simpsons”.

No último capítulo da 20ª temporada –exibido no domingo (30) nos Estados Unidos– Homer e sua família visitaram uma loja da “Mapple” e fizeram piadinhas com produtos como “Mypod” e “Myphone”, nomes que satirizam a marca, seu MP3 player e o telefone celular.

Fonte: G1